Monday, 28 November 2016

DA GLOBALIZAÇÃO NOS DIAS DE HOJE

DA GLOBALIZAÇÃO NOS DIAS DE HOJE

O canadense Marshal McLuhan disse que, com o advento de televisão e dos satélites, vamos nos tornar uma aldeia global.Hoje podemos assistir os eventos em qualquer parte do mundo praticamente na hora, sem falar do celular, tablets e computadores, que viraram televisores e nos permitem a comunicação imediata com o mundo.Assim, somos globalizados quanto à informação.E quanto aos produtos e serviços? Bem, é só olhar no nosso dia a dia para sabermos que, independentemente de quanto gostarmos, a globalização está aí, na nossa mesa, no nosso cada dia.

A comunicação fácil e imediata também gera demandas imediatas, desejos de consumo. Vejamos os casos de telefones inteligentes. Quanto a Samsung teve problemas com um dos seus telefones/tablets, mesmo se não teve qualquer problema no Brasil, o consumidor imediatamente reagiu e deixou de comprar o produto. Ao contrário, quando a Apple lançou seu último modelo, o consumidor brasileiro queria saber quando será lançado no Brasil. E, lançado teve filas de madrugada para comprar.

Mas, a globalização muda essencialmente a percepção e as oportunidades de mercado e competitividade tecnológica. Qualquer empreendimento ou empresa, start up, que começar tem que pensar globalmente, mesmo que aja localmente. Isso vale sobre maneira para a start up, hoje a onda de inovação que assola o país. A Start up que não tiver base tecnologia competitiva no nível internacional, também não terá financiadores e nem mercado global.

Aliás, a competição mais acirrada não está nas fábricas e empresas, mas nas universidades e centros de pesquisa. Não nos esqueçamos que a internet começou lá, integrando as informações e o intercâmbio entre pesquisadores. Aliás, a esse capítulo tem que se adicionar as ferramentas de análise, chamados big data. Se seu concorrente fizer e você não, sua empresa acabou e você nem percebeu. Não é Power point, não ! E mais do que isso, é uso da mais avançada matemática  para produzir, atender o cliente, prestar serviço melhor. Por exemplo, o start grid de uma empresa de energia, aumenta a competitividade de toda a sociedade que ela serve.

Tempos modernos, como disse Charles Chaplin no seu famoso filme. Tempos desafiadores de um mundo cada vez mais próximo e dominado por quem tem tecnologia e sabe usar.

No comments:

Post a Comment