Saturday, 22 November 2014

DA IMIGRAÇÃO E DOS IMIGRANTES

Da imigração e dos imigrantes O Presidente dos Estados Unidos comunicou nesta semana que, usando seus poderes presidências e sem submeter o assunto ao Congresso, vai permitir a regularização dos imigrantes ilegais naquele país. São 5 milhões que, segundo a legislação atual norte americana, deveriam ser expulsos dos Estados Unidos. Estão incluídos inclusive filhos deles já nascidos nos Estados Unidos, e, como disse o Presidente Obama no seu discurso, podem ser amigos e colegas das suas filhas, crianças que nasceram nos Estados Unidos, não são cidadãos estadunidenses, mas vivem lá e são como os demais cidadãos daquele país. A primeira pergunta vem daquele que sofre para obter visto norte-americano: como isso foi sequer possível em um país tão controlado, exigente e de certa maneira militarizado, onde tantas pessoas vivem na ilegalidade. O pessoal de Governador Valadares, onde existia a melhor falsificação dos vistos para os Estados Unidos que o diga! O que às vezes vimos nos filmes quanto à perseguição dos imigrantes ilegais, em especial vindos via fronteira mexicana, não é ficção, é a triste e cruel realidade dessas pessoas. A perseguição a essa ilegalidade nos Estados Unidos é tão forte que até uma candidata a Ministra da Justiça teve que renunciar, porque tinha uma empregada morando ilegalmente no país. O fato é que essa medida vai resolver um enorme problema para os próprios Estados Unidos, sem falar em milhares de brasileiros que se encontram na situação de ilegais. O Presidente Obama teve uma coragem política ímpar para cortar o nó górdico de uma pendência que se arrastava há décadas. Mas, isso lhe custou a ira dos republicanos, que usam essa questão na política, para promover um americanismo irracional e conservador. Obama usou as palavras do ex-Presidente Bush, aquele da guerra do Iraque, que disse que os Estados Unidos são um país de imigrantes e portanto todos são imigrantes. Os novos e os velhos. Mas, isso não adiantou em nada. Os republicanos, que terão a maioria no congresso a partir de janeiro, vão tentar derrubar essa decisão unilateral do Obama e fazer a vida dele um inferno. Mas, assim é a política nos Estados Unidos, Na volta do crescimento, os Estados Unidos precisam de sangue novo para trabalhar para os atuais nativos. Aceitam bem os formados nas universidades, e não tem nenhum escrúpulo em empregar a mão de obra ilegal nas fazendas. Essa mão de obra é mais barata, mas também não contribuí com os impostos e nem com o sistema de saúde. A solução que Obama deu também vai ajudar a economia americana tanto com mão de obra legalizada como também com o caixa do governo. Para os brasileiros que moram lá ilegalmente pode ser um alívio. Mas também levanta a questão dos imigrantes ilegais no Brasil. Estamos fechando os olhos, como se não os tivéssemos. Às vezes surgem alguns haitianos ou bolivianos, mas não temos uma política de imigração consensual e nem clareza do que está acontecendo. E, com a nossa população envelhecendo e mudando de patamar educacional, cabe bem a pergunta, o que vamos fazer. No final de contas só os índios são nativos. Todos os demais somos imigrantes. Stefan Salej 20.11.2014.

No comments:

Post a Comment